Health & Wellness

Frutos Assados com Mel e Alecrim

ines-2.jpg

Sempre fui aquela pessoa do 8 ou 80, sempre no ciclo do ou Tudo ou Nada, mas a maternidade ensinou-me que nem sempre somos perfeitas, mas que podemos dar o nosso melhor naquele momento e que está tudo bem.

O equilíbrio está em dar todos os dias um bocadinho.

Não é por uma das refeições não ter sido perfeita que a outra precisa de ser ainda pior, não é por ter comido um doce ao almoço que já não vale a pena ir treinar, não é por não ter conseguido fazer a minha rotina matinal perfeita que deixo de começar o dia com 2 minutos de gratidão.

É por isso que continuo a dizer que desta vez é diferente…não quis tudo de um dia para o outro…quero sim, dar todos os dias um bocadinho…as rotinas e os hábitos começam a alterar-se…e as mudanças começam a surgir.

Frutos assados com Mel e Alecrim

1. Pré-aquecer o forno a 180º. Entretanto cortar a fruta em pedaços e dispor num tabuleiro de forno.
Regar com mel e aromatizar com alecrim.

2. Levar ao forno até caramelizar um pouco.

Viver no Aqui e Agora

Lembro-me que neste dia estava atarefada na cozinha de um lado para o outro, completamente submersa nos meus pensamentos do dia a dia. Entretanto olhei para ti e, uma vez mais, chamaste-me à razão. Os teus olhos calmos e serenos de imediato me transportaram para o Aqui e Agora.

Sempre vivi no futuro e dificilmente apreciava cada momento, cada dia. Desde que fui mãe, a minha capacidade para viver no presente mudou. Sinto que cada momento contigo é uma dádiva que devemos aproveitar. Sinto que cuidar de ti é como uma meditação que me transporta para o presente.

Obrigada por me relembrares aquilo que é de facto importante.

Nutrir com Amor = Equilíbrio Alimentar

Salads-4.jpg

No pós-parto, sinto que há uma pressão para recuperar rapidamente a nossa forma. É como se sentisse que já não há desculpa para não caber naqueles jeans que vestia há 9 meses atrás. Antes de engravidar, também pensava desta forma. No entanto, como referi no post anterior, depois de ser mãe, passei a olhar para mim de forma diferente. Passei a viver grata pelo meu corpo ter sido capaz de gerar uma vida perfeita. Sinto que, mais do que nunca, devo estar conectada com o meu corpo e dar-lhe tudo o que necessita para se reequilibrar. Depois de 9 meses, o nosso corpo demora o seu tempo a equilibrar todos os seus níveis e a repor a sua harmonia. Tenho de saber escutá-lo, respeitá-lo, amá-lo e dar-lhe os ingredientes necessários.

Muitos acabam por classificar os alimentos como “Engorda Muito”, “Baixas Kcal”, “Light”. Penso que esta escala de classificação é muito reduzida…vive-se obcecado com estes rótulos e a maioria não faz abordagens como: “Saudável”, “Rico em Vitamina A”, "Rico em Ferro”…muitas vezes nem sabemos ao certo as propriedades dos alimentos. Claro que uma banana tem mais calorias que um morango, mas não é por isso que a banana deixa de ser saudável. A verdade é que os alimentos são muito mais do que um conjunto de kcal!

Obviamente que se queremos dar o melhor ao nosso corpo, devemos retirar da nossa alimentação os alimentos processados e o açúcar. Podemos ainda reduzir os laticínios e o glúten. Mas cada pessoa saberá melhor aquilo que funciona para si e poderá retirar ou reduzir de acordo com o seu equilíbrio interno.
Pela primeira vez na vida, fiz um diário alimentar vs emocional/bem-estar físico. Ou seja, já tinha feito alguns diários alimentares, mas que tinham sempre em vista o somatório das calorias. Desta vez foi diferente! Apontei tudo o que comia e como me sentia emocionalmente e fisicamente a seguir às refeições. Aos poucos comecei a alinhar a minha alimentação por aquilo que me faz feliz e, quando amamos verdadeiramente o nosso corpo, isso só poderão ser alimentos saudáveis.

Aquilo que damos ao nosso corpo deverá ser por amor e não por medo. Devemos escolher nutrir o nosso corpo com amor e não restringir a nossa dieta com medo de engordar. A perda de peso vem naturalmente com esta abordagem. Sinto cada vez mais que a balança é apenas um número e que somos muito mais do que isso, mas para verem como é verdade, engordei 22kg na gravidez e já perdi 19kg, sem dietas, apenas escolhi nutrir o meu corpo com amor.

 

Mais uma vez, obrigada Inês Nunes Pimentel por me teres ensinado a viver por amor!

Vive a tua Luz

eu-1.jpg

Sempre fui uma pessoa receptiva à mudança. Quem me conhece bem sabe que digo muitas vezes: Preciso de mudar a minha vida! Começo com entusiasmo, consigo algumas conquistas, mas depois acabo por não conseguir completar essa mudança.

 

Mas desta vez é diferente. Fui mãe em Maio e nos últimos meses de gravidez tive de ficar em repouso e acabei por ter muito tempo para pensar...apenas eu em silêncio.

A primeira vez que olhei para a minha bebé, todo o meu mundo parou e fez-se magia. Nunca um olhar foi tão poderoso, nunca um abraço foi tão intenso. Conhecíamo-nos  há segundos e já estava completamente apaixonada. Quando fui mãe, a minha mente levou uma lufada de ar fresco, senti que tudo aquilo que não era importante desapareceu e só fiquei com aquilo que era realmente essencial. Senti-me leve. Apesar do medo e insegurança que senti, por saber que o Universo me tinha oferecido aquela dádiva para cuidar, senti-me leve. As minhas prioridades mudaram, percebi aquilo que era realmente importante. Foi como uma chamada de atenção.

Pode parecer um cliché, mas aquilo que senti foi gratidão por poder experienciar aquele milagre. O meu corpo foi capaz de gerar um ser perfeito e saudável.

Passei a viver eternamente grata, muito mais conectada com a Natureza e a querer cuidar de mim como até aqui nunca tinha cuidado. A maternidade foi e é mágica para mim. Não só vivo grata, como quero, mais do que nunca, ser a melhor versão de mim mesma. Quero ser uma mãe serena e passar essa tranquilidade para a minha bebé e um dia poder vir a ser uma inspiração também para ela.

 Tem vindo a ser uma mudança gradual, mas sinto que desta vez será diferente. Muito obrigada Inês Nunes Pimentel pela inspiração! #viveatualuz

Escuta o teu corpo

Escuta o teu corpo.jpg

Acredito que os bons livros nos trazem algo que nos ajuda a tornar num ser humano melhor. Pode ser uma pequena frase, uma expressão, uma ideia...

A verdade é que este livro me inspirou a querer fazer mais e melhor, me inspirou a parar para sentir, para pensar e definir aquilo que é melhor para mim.

 

Naquele dia, deixei de carregar o urso às costas!

Pode parecer estranho, mas este foi o grande ensinamento para mim deste livro.

A forma como a Francisca nos faz aperceber do stress que carregamos todos os dias é para mim delicioso e tão simples de entender.

O nosso corpo não tem a capacidade de diferenciar o stress a que estamos sujeitos se estivermos a fugir desalmadamente de um urso na floresta ou se apenas estivermos a correr porque estamos atrasados para o trabalho. Ou seja, em situação de stress, o nosso corpo reage da mesma forma. Quando estamos em stress, o nosso corpo produz cortisol que bloqueia os vários sistemas e tem como principal função elevar os níveis de energia para que o corpo consiga responder rapidamente à situação que o deixou em stress. Se estivermos efetivamente a fugir de um urso, precisamos dessa energia extra desbloqueada, no entanto, se apenas estivermos atrasados para o trabalho, essa energia extra não vai ser utilizada porque entretanto já chegámos e já estamos sentadinhos no nosso posto. O que acontece logo a seguir? O nosso corpo armazena esta energia sob a forma de gordura! A tão famosa barriguinha provocada pelo stress!

Depois de ler este livro, percebi que todos os dias eu levava um urso para o trabalho. Nem sempre fui assim, mas ultimamente acordava tarde e fazia tudo a correr, ou seja, sempre com um urso atrás de mim!

Foi uma forma tão simples de perceber o mal que estava a fazer a mim própria e com isso surgiu a vontade de querer fazer diferente!

Obrigada Francisca!

Estamos preparados?

final-1.jpg

Estamos preparados?

Ouvimos dizer que ser mãe é uma sensação única, que o nosso coração vai transbordar de amor (como nunca transbordou), que aquele olhar pequenino faz com que tudo valha a pena...mas também ouvimos dizer que deixamos de ter tempo para nós, que tudo se torna um caos, que as noites mal dormidas não têm fim, que os momentos a dois acabaram, que a nossa casa vai ficar virada do avesso, que o nosso corpo não vai voltar a ser o mesmo...

Será que estamos preparados? A verdade é que não sabemos bem para o que vamos. É seguramente um mundo desconhecido. Até aqui, as nossas relações são de igual para igual, como irmã, como amiga, como casal ou quando eramos pequenos tínhamos alguém que cuidava de nós. Pela primeira vez na vida, somos nós que temos um pequeno ser que depende de nós, o nosso papel passa a ser diferente. As decisões são nossas, continua a ser de igual para igual, mas o peso da responsabilidade é outro.

Sinto um nervoso miudinho, mas estou incrivelmente calma.

Para mim, a forma de me preparar é viver um momento de cada vez, é aproveitar cada segundo único que é gerar um bebé dentro de nós. É viver no momento presente. É ter consciência que vai ser um desafio, que há dias que vão ser cor-de-rosa e que há outros que serão cinzentos, que tudo exige esforço, mas que irei fazer o melhor que puder fazer. Todos os bebés, as gravidezes, os casais são diferentes e aquilo que poderá funcionar para nós pode não funcionar para outros...quero apenas manter a minha consciência alinhada que irei fazer o melhor para mim, para a nossa bebé, para nós...e assim tudo fica mais tranquilo.

"Cuida-te com gentileza, desacelera a cada movimento, porque a força mais importante é a que permite estar, por inteiro e com prazer, em cada momento. Baixa o ruído, para ouvires melhor o bater sem esforço do teu coração - ele chega para te embalar nos desafios maiores." Mariana Bacelar

Rotina da Noite

Uma noite bem dormida é essencial para termos um corpo saudável, elegante e bonito.  Já vários estudos vieram comprovar que a falta de sono pode levar a desequilíbrios físicos e emocionais, como o aumento de peso, o envelhecimento precoce, a falta de energia e até a uma pele baça e sem luminosidade natural.  Sempre considerei que abrandar o ritmo antes de ir dormir era suficiente para ter uma noite de sono reparador. Às vezes, fazia uma meditação ou bebia um chá para relaxar, mas não era propriamente uma rotina. Mas com a gravidez as noites deixaram de ser um momento de descanso. Dei por mim a meio da noite a ver televisão, a acordar com a cabeça a mil, sem posição para estar deitada e, claro, com fome!  Comecei a sentir necessidade de criar uma rotina da noite. E comecei a sentir diferenças na qualidade do meu sono, logo a partir do primeiro dia.  Com uma bebé a caminho, sei que se avizinham meses complicados de sono, mas vou tentar continuar a seguir a minha rotina e a adaptá-la sempre que necessário. Depois conto como está a correr!  Em baixo deixo as minhas dicas para uma rotina da noite que nos pode ajudar no nosso sono de beleza. Partilhem também as vossas ideias!      • Tento iniciar a minha rotina da noite sempre à mesma hora (por volta das 22h30)     • Baixo as luzes do quarto, equilibro a temperatura ambiente, acendo uma vela e coloco uma música calma. Baixo a luminosidade do telemóvel e tento não lhe pegar mais     • Faço a limpeza da pele do rosto e hidrato o corpo     • Deito-me e leio algumas páginas. À noite, opto por "livros calmos", ou seja, que não me deixem agitada e a querer ler desenfreadamente todos os capítulos. Habitualmente opto por livros sobre Meditação, Yoga, Mindfulness ou Maternidade (tema muito apreciado nos últimos tempos)     • Faço uma meditação guiada adequada a gestantes     • Agradeço...  ...E adormeço!  Bons sonhos!  

Uma noite bem dormida é essencial para termos um corpo saudável, elegante e bonito. 
Já vários estudos vieram comprovar que a falta de sono pode levar a desequilíbrios físicos e emocionais, como o aumento de peso, o envelhecimento precoce, a falta de energia e até a uma pele baça e sem luminosidade natural.

Sempre considerei que abrandar o ritmo antes de ir dormir era suficiente para ter uma noite de sono reparador. Às vezes, fazia uma meditação ou bebia um chá para relaxar, mas não era propriamente uma rotina. Mas com a gravidez as noites deixaram de ser um momento de descanso. Dei por mim a meio da noite a ver televisão, a acordar com a cabeça a mil, sem posição para estar deitada e, claro, com fome! 
Comecei a sentir necessidade de criar uma rotina da noite. E comecei a sentir diferenças na qualidade do meu sono, logo a partir do primeiro dia.

Com uma bebé a caminho, sei que se avizinham meses complicados de sono, mas vou tentar continuar a seguir a minha rotina e a adaptá-la sempre que necessário. Depois conto como está a correr!

Em baixo deixo as minhas dicas para uma rotina da noite que nos pode ajudar no nosso sono de beleza. Partilhem também as vossas ideias!

    • Tento iniciar a minha rotina da noite sempre à mesma hora (por volta das 22h30)
    • Baixo as luzes do quarto, equilibro a temperatura ambiente, acendo uma vela e coloco uma música calma. Baixo a luminosidade do telemóvel e tento não lhe pegar mais
    • Faço a limpeza da pele do rosto e hidrato o corpo
    • Deito-me e leio algumas páginas. À noite, opto por "livros calmos", ou seja, que não me deixem agitada e a querer ler desenfreadamente todos os capítulos. Habitualmente opto por livros sobre Meditação, Yoga, Mindfulness ou Maternidade (tema muito apreciado nos últimos tempos)
    • Faço uma meditação guiada adequada a gestantes
    • Agradeço...

...E adormeço!

Bons sonhos!
 

Chia Pudding

A receita de hoje é algo muito simples, mas muito versátil. Tanto pode servir de sobremesa, ou como snack ou como base para um delicioso pequeno-almoço. Apesar de ser simples, requer algum tempo de repouso, pelo que o ideal é fazer à noite para que no outro dia de manhã esteja perfeito!
É super prático para levar num frasco e consumir como um snack a meio do dia!

Na alimentação vegetariana um dos pontos a ter em consideração é a possível carência de ómega 3. De facto, o não consumo de alimentos como o peixe, por exemplo, ou no caso de uma alimentação vegan, de ovos, a ingestão deste ácido gordo fica comprometida.
A importância do ómega 3 está relacionada com o facto de ter uma acção anti-inflamatória e contribuir para a protecção do sistema cardiovascular, estando associado à redução do LDL (“mau colesterol”) e ao aumento do HDL (“bom colesterol").
As sementes de chia são um dos principais alimentos de origem vegetal que contém ómega 3, pelo que se torna numa opção muito saudável para iniciar o nosso dia!

Receita

1 copo pequeno de Leite de Coco (pode usar outro leite)
1 colher de sopa bem cheia de Sementes de Chia
1/2 colher de café de Essência de Baunilha
1 colher de sobremesa de Doce de Amoras
Amoras e Lascas de Coco

1. Coloque o leite de coco no copo e junte a essência de baunilha.

2. Junte as sementes de chia e misture bem. Deixe repousar uns 3 minutos e volte a mexer e assim sucessivamente durante aproximadamente uns 15 minutos. Depois coloque no frigorífico e deixe repousar durante a noite. De manhã, estará pronto a consumir.

3. Num copo coloque uma colher de sobremesa de doce de amoras. Verta o preparado de chia. Junte fruta fresca a gosto.

Waffles (Lactose free)

Mais uma receita saudável para começarmos bem o nosso dia!

Receita
(cerca de 8 Waffles pequenas)

80 gr de Farinha (idealmente de Aveia)
2 colheres de sopa de Farinha de Amêndoa
2 Ovos
8 colheres de sopa de Leite de Amêndoa
1 colher de café de Fermento
1 colher de café de Essência de Baunilha

1. Numa liquidificadora, coloque os ovos, o leite de amêndoa e a essência de baunilha. Bata tudo.

2. Adicione as farinhas e o fermento. Bata mais um pouco.

3. Coloque a massa na máquina de fazer waffles e deixe até que fique dourado.

4. Sirva com fruta fresca.

{Another healthy recipe to start our day!

Recipe
(About 8 small waffles)

80 gr of Flour (ideally Oat Flour)
2 tablespoons of Almond Flour
2 Eggs
8 tablespoons of Almond Milk
1 teaspoon of Baking Powder
1 teaspoon of Vanilla Essence

1. In a blender, place the eggs, the almond milk and the vanilla essence. Mix everything.

2. Add both flours and baking powder. Mix everything again.

3. Put the dough in the waffle maker and leave until golden.

4. Serve with fresh fruit.}

 

Leite de Amêndoa Aromatizado

Dias frios pedem bebidas quentes...

Dias cinzentos pedem bebidas com um toque delicado de cor...

(O Chá de Botões de Rosa tem propriedades calmantes e digestivas.)

 

Receita: 6 botões de rosas desidratados para 1/2 litro de água. Ferva a água e adicione os botões. Deixe descansar por 2 horas. Adicione o leite de amêndoa morno a gosto.

 

{Cold days ask for hot drinks...

Gray days ask for drinks with a delicate color tone...

(The bud rose tea has soothing and digestive properties)

Recipe: 6 dried bud roses and 1/2 liter/17 oz of water. Boil the water and add the roses. Leave to rest for 2 hours. Add warm almond milk.} 

 

 

É preciso alimentar a alma...

E para darmos as boas vindas a Outubro, convidei a minha irmã para uma pequena reflexão. 

"A alimentação é um bem essencial, que não se resume às refeições que fazemos ao longo do dia. Uma alimentação equilibrada deve incluir o aconchego da alma, que fará a diferença na harmonia do nosso quotidiano. Nos últimos tempos tenho vindo a descobrir o conforto de um banho relaxante, a magia de um pôr-do-sol, a riqueza de cinco minutos de meditação, a serenidade que um pauzinho de incenso pode trazer ao perfumar a casa,  uma boa conversa acompanhada por um chá, a grandeza de um abraço apertado, a ternura do olhar do meu filho e tantos outros pequenos detalhes que dão um brilho especial ao meu dia. Pode ser tão simples e fazer-nos tão bem. De pouco nos vale fazer uma alimentação saudável, se depois vivemos num ambiente de stress, frustração, apenas com obrigações e sem espaço para nós. Viver de forma saudável é sentir uma sintonia de bem-estar entre o nosso corpo e a nossa alma." Sónia Pedro

Hummus de Beterraba

 

Não sei se também vos acontece, mas muitas vezes faltam-me ideias de alternativas saudáveis e nutritivas para colocar no pão. Quando vi esta receita no Le Passe Vite, percebi logo que teria de experimentar. Fiz apenas algumas adaptações.


Receita Hummus de Beterraba
2 beterrabas médias
250 g de grão-de-bico cozido
1 colher de sopa de Tahine
Sumo de 1/2 limão
3 dentes de alho
1 colher de sopa de azeite
Tomilho
1 folha de louro
Sal grosso
Pimenta preta

Para servir
Azeite
Pistácios
Rebentos
Pimenta preta

 

  1. Pré-aqueça o forno a 180º
  2. Descasque as beterrabas e corte em  pedaços.
  3. Coloque os pedaços de beterraba no tabuleiro e regue com o azeite. Acrescente os alhos descascados e esmagados, o louro, tomilho, sal e pimenta preta.
  4. Tape o tabuleiro com papel metálico e leve ao forno entre 30 a 45 minutos.
  5. Retire do forno e deixe arrefecer um pouco antes de destapar.
  6. Retire a folha de louro e passe tudo para um processador de alimentos, aproveitando o molho do assado. Antes de triturar, acrescente o grão de bico, o tahine, o sumo de limão e um fio de azeite. Reduza a puré.
  7. Sirva num prato com um fio de azeite, pistácios picados, rebentos e pimenta preta.

{I don’t know if this also happens to you, but on many occasions I lack ideas for healthy and nutritious alternatives to spread on the bread. When I saw this recipe on the “Le Passe Vite”, I immediately understood that I had to try it out. I’ve only made a few changes.

Beet Hummus Recipe
2 medium Beets
250 g cooked Chickpeas
1 tbsp Tahine
Juice of 1/2 Lemon
3 Garlic Cloves
1 tbsp Olive Oil
Thyme
1 Bay leaf
Sea Salt
Black pepper

To serve
Olive Oil
Pistachios
Vegetable shoots
Black pepper

1. Preheat oven to 180ºC (356ºF)
2. Peel the beets and cut them into small pieces.
3. Put them in the tray and drizzle with olive oil. Add the peeled and lightly crushed garlic, bay leaf, thyme, a pinch of salt and black pepper.
4. Cover the tray with metallic paper and bake for 30 to 45 minutes.
5. Remove from the oven and allow to cool slightly before removing the metallic paper.
6. Remove the bay leaf and add everything to a food processor including the roasting juices. Before processing it, add chickpeas, tahine, lemon juice and a drizzle of olive oil and grind until a thick puree.
7. Serve on a plate with a drizzle of olive oil, a handful of coarsely chopped pistachios, vegetable shoots and ground black pepper.}