Vive a tua Luz

eu-1.jpg

Sempre fui uma pessoa receptiva à mudança. Quem me conhece bem sabe que digo muitas vezes: Preciso de mudar a minha vida! Começo com entusiasmo, consigo algumas conquistas, mas depois acabo por não conseguir completar essa mudança.

 

Mas desta vez é diferente. Fui mãe em Maio e nos últimos meses de gravidez tive de ficar em repouso e acabei por ter muito tempo para pensar...apenas eu em silêncio.

A primeira vez que olhei para a minha bebé, todo o meu mundo parou e fez-se magia. Nunca um olhar foi tão poderoso, nunca um abraço foi tão intenso. Conhecíamo-nos  há segundos e já estava completamente apaixonada. Quando fui mãe, a minha mente levou uma lufada de ar fresco, senti que tudo aquilo que não era importante desapareceu e só fiquei com aquilo que era realmente essencial. Senti-me leve. Apesar do medo e insegurança que senti, por saber que o Universo me tinha oferecido aquela dádiva para cuidar, senti-me leve. As minhas prioridades mudaram, percebi aquilo que era realmente importante. Foi como uma chamada de atenção.

Pode parecer um cliché, mas aquilo que senti foi gratidão por poder experienciar aquele milagre. O meu corpo foi capaz de gerar um ser perfeito e saudável.

Passei a viver eternamente grata, muito mais conectada com a Natureza e a querer cuidar de mim como até aqui nunca tinha cuidado. A maternidade foi e é mágica para mim. Não só vivo grata, como quero, mais do que nunca, ser a melhor versão de mim mesma. Quero ser uma mãe serena e passar essa tranquilidade para a minha bebé e um dia poder vir a ser uma inspiração também para ela.

 Tem vindo a ser uma mudança gradual, mas sinto que desta vez será diferente. Muito obrigada Inês Nunes Pimentel pela inspiração! #viveatualuz